Acelera Seduc: Governo do Estado lança ações para expansão do ensino na rede pública

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
A VPN is an essential component of IT security, whether you’re just starting a business or are already up and running. Most business interactions and transactions happen online and VPN

Rafael Fonteles reforça que, até o final de 2023, serão 104 novas escolas de Tempo Integral, chegando ao total de 200 escolas.

O Governo do Estado inicia um passo importante na estratégia de gestão para o avanço contínuo da educação do Piauí com o lançamento do programa Acelera Seduc. A solenidade que detalhou as ações educacionais aconteceu nesta quinta-feira (30), no Palácio de Karnak. com a presença do governador Rafael Fonteles, do secretário de Estado da Educação (Seduc), Washington Bandeira, professores, diretores e estudantes.

Em três frentes, que incluem os projetos “Ser Integral faz Diferença”, “Recomposição da Aprendizagem” e “Seduc Tec”, o programa Acelera Seduc atende todas as metas para a educação do Piauí.

Ao assinar o decreto que autoriza a execução do programa de fortalecimento das ações educacionais, o governador Rafael Fonteles afirmou estar convicto de que o Piauí pode alcançar o posto de melhor educação do Brasil, nos índices que são medidos pelo Ministério da Educação. “Estou muito confiante e a estratégia é essa: fortalecer a educação de tempo integral com a educação profissional e técnica concomitante e com estratégias de gestão para fortalecer o ensino de qualidade nas nossas escolas estaduais”, destacou o governador. Ele ressaltou ainda que mais de R$ 700 milhões foram investidos na valorização dos profissionais da educação.

 

Rafael Fonteles reforça que, até o final de 2023, serão 104 novas escolas de Tempo Integral, chegando ao total de 200 escolas com esse regime no Piauí, cerca de 40% do total. “Aquelas escolas que já possuem biblioteca, quadra poliesportiva, laboratório de informática, laboratório de ciências, um refeitório e uma cozinha mais amplos, pois o aluno almoça na escola, receberão o tempo integral ao longo deste ano”, completou o governador.

Partindo de evidências das avaliações educacionais, o secretário da Educação, Washington Bandeira, fez uma apresentação detalhando as abordagens de execução em cada frente de ação.

Regis Falcão/ Divulgação

SER INTEGRAL FAZ DIFERENÇA – O projeto promoverá a expansão das escolas de Tempo Integral com o objetivo de ampliar o tempo de permanência dos estudantes na escola, proporcionando melhores condições de aprimorar o ensino e a aprendizagem.

Durante o evento, o governador Rafael Fonteles e o secretário da Educação, Washington Bandeira, anunciaram as novas escolas de Ensino Médio que passarão a ofertar o tempo integral.

“No implemento da ação ‘O Ser Integral Faz Diferença’, passaremos de 96 escolas de Tempo Integral para 200 escolas este ano. Isso significa uma passagem de 23.800 matrículas do Ensino Médio de Tempo Integral para 62 mil matrículas e 50 municípios com escolas de Tempo Integral para 122 municípios”, explicou.

Celebrando o lançamento do programa Acelera Seduc, o estudante Francisco Rafael, aprovado em 1º lugar – cotas no curso de medicina da Universidade Federal do Piauí (Ufpi) e que concluiu o Ensino Médio no Centro Estadual de Tempo Integral (CETI) Cônego Cardoso, discursou sobre o valor do ensino para a conquistas dos estudantes.

“Este é um momento que celebro com todos os alunos da rede estadual, pois sei como a escola de tempo integral funciona e irá oportunizar uma carga horária com mais tempo de estudo e, no futuro, resultará em mais aprovações, provando a eficiência da escola pública. Tenho a certeza de que os alunos serão incentivados a buscar seus objetivos, pois a escola dará o auxílio necessário para alcançarem seus sonhos”, comemorou o estudante Francisco Rafael.

Entre as escolas contempladas com a implementação do ensino em tempo integral, a gestora escolar da Unidade Escolar Nossa Senhora da Paz, Socorro Amâncio. “Esperávamos a chegada do ensino de tempo integral à nossa escola há tempos e com esta transformação estamos cheios de esperança. Queremos as vantagens para todos os estudantes terem seus projetos de vida alcançados, mais proficiências e que esta nova era seja o motor de transformação. A realidade do tempo integral comprova o sucesso dos alunos”, afirmou a gestora.

SEDUC TEC – A expansão do ensino profissional, técnico e tecnológico também é uma das metas do Governo do Piauí para a educação. O “Seduc Tec” consiste na formação técnica de nível médio com foco nas vocações dos territórios de desenvolvimento do Piauí, divididos em quatro eixos: turismo, tecnologia da informação, energias renováveis e agrotécnica.

“Estas áreas estão conectadas com as vocações produtivas do nosso Estado e com as profissões do futuro, que são a Tecnologia da Informação, as Energias Renováveis, Turismo e Agrotécnico. Hoje, especialmente, nós iremos lançar o primeiro curso da Seduc Tec, que é o curso de Desenvolvimento de Sistemas, com ênfase em inteligência artificial, atendendo 5 mil alunos de 100 escolas, aqui da nossa rede”, enfatizou.

O professor da área de Tecnologia da Informação na rede estadual, Rodrigo Mendes de Carvalho, lembrou da importância de incentivar o estudo da tecnologia na rede pública.

“Esta oportunidade de ensino técnico para os estudantes irá abrir o leque de possibilidades de trabalho, já que neste curso ele estará apto a operar computadores, desenvolver softwares de aplicativos. A tecnologia está presente desde a telemedicina à casa inteligente. Logo o olhar de um governador atento proporcionará avanços inigualáveis ao Estado”, comentou.

RECOMPOSIÇÃO DE APRENDIZAGEM – Com foco no crescimento dos índices de aprendizagem do Piauí, como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), a Seduc também lança o Projeto de Recomposição da Aprendizagem, que consiste na promoção de aulas extras de língua portuguesa e matemática para todos os estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e 3ª série do Ensino Médio.

“A Recomposição da Aprendizagem terá o foco em aulas complementares de Língua Portuguesa e Matemática, que são as disciplinas básicas para alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e 3ª série do Ensino Médio, atingindo 36 mil alunos e quase 3 mil professores envolvidos. É um grande programa de reforço, de complementação e de aprendizagem nessas disciplinas que inclusive são aquelas cobradas na prova SAEB, que nos dá o resultado do Ideb”, detalha o secretário de Educação, Washington Bandeira. A ação envolverá 2.782 professores de língua portuguesa e matemática, beneficiando quase 37 mil estudantes da rede pública estadual.

Números da ação Recomposição de Aprendizagem:

– 36 mil alunos do 9 ano e 3 série do ensino médio terão aulas extras nas área de português e matemática;

– 112 professores irão oferecer apoio pedagógico e formativo a outros professores com foco na proficiência;

– 2670 professores serão responsáveis por intervenção pedagógica nas turmas de 9º ano e 3º série do ensino médio.

Fonte: Ascom/ Pi.gov

Telsirio

Telsirio

Faça um comentário!

Receba nossas notícias em tempo real!

Não enviamos spam!