Defesa Civil do Piauí planeja ações para o período mais seco do ano

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
A VPN is an essential component of IT security, whether you’re just starting a business or are already up and running. Most business interactions and transactions happen online and VPN

Está sendo feita uma avaliação de toda a performance da secretaria, das demandas atendidas e do grau de coordenação e assistência prestada aos municípios.

Com a proximidade do fim do período chuvoso, que no Piauí é mais intenso entre os meses de janeiro a abril, inicia a estação mais seca do ano. Com isso, a Secretaria de Estado da Defesa Civil (Sedec) já está trabalhando em planejamentos e ações para esse novo período.

O assessor técnico da Sedec, Werton Costa, afirma que está sendo feita uma avaliação de toda a performance da secretaria, das demandas atendidas e do grau de coordenação e assistência prestada aos municípios. “Nesse momento de transição, do período chuvoso para o seco, nós estamos desenvolvendo um planejamento para o pós-chuva, o período de estiagem”, completa o climatologista.

Divulgação

Ele conta que esse período tem impacto sobre a produção agrícola e pecuária de modo geral, além de possíveis incidências de queimadas. “E é a partir daí que a Sedec irá unir esforços, capacitando o material humano, equipando as brigadas, focando no atendimento às demandas hídricas, trabalhando com o sistema de reservação de água e assistindo as comunidades impactadas”, destaca Werton.

O assessor ressalta, ainda, o empenho do órgão em minimizar a atuação dos carros-pipa “Estamos desenvolvendo políticas mais estruturais de intervenções que possam efetivamente garantir o que chamamos de convivência com o semiárido, trabalhando com conhecimento, informação e construindo o Plano Estadual de Defesa Civil do Piauí, considerando a realidade dos municípios e suas vulnerabilidades socioeconômicas e ambientais”, diz Costa.

Gabinete de crise

Ainda sobre as medidas implementadas durante o período chuvoso, foi instituído, pelo Governo do Piauí, um gabinete de crise para adoção de medidas emergenciais. Seu objetivo é efetivar ações de prevenção, antecipação aos riscos e resolução da crise instituída devido aos alagamentos e inundações, bem como adoção das medidas necessárias à restauração da normalidade.

O grupo, composto pela Secretaria de Governo, Secretaria de Estado da Defesa Civil, Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc), Corpo de Bombeiros Militar do Piauí e Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) se reúne sempre ocorrem transtornos à população e ao exercício de atividades socioeconômicas em uma ou mais regiões do estado em consequência das chuvas e enchentes.

Fonte: Ascom/ Pi.gov

Telsirio

Telsirio

Faça um comentário!

Receba nossas notícias em tempo real!

Não enviamos spam!