Governo discute melhoria dos programas de acolhimento da Sasc

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
A VPN is an essential component of IT security, whether you’re just starting a business or are already up and running. Most business interactions and transactions happen online and VPN

Rafael Fonteles e a secretária Regina Sousa definiram metas para ações voltadas a pessoas mais vulneráveis

O governador Rafael Fonteles realizou uma reunião de alinhamento com a secretária de Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos, Regina Sousa, e o secretário de Planejamento, Washington Bonfim, nesta sexta feira (10), no Palácio de Karnak. Dos 176 compromissos gerais contidos no plano de Governo, 18 são coordenados pela Sasc.

Para o governador, é uma satisfação contar com a ex-governadora Regina Sousa, uma mulher de luta e experiência em cuidar dos mais vulneráveis. “Tivemos uma excelente reunião de monitoramento e estabelecemos as metas específicas, os indicadores que estão no nosso plano de governo e que não tenho dúvida de que Regina Sousa será capaz de executar em tempo recorde com o apoio da Secretaria de Planejamento e de toda área meio do governo”, disse o governador.

Rafael Fonteles destacou que casas de acolhimento das pessoas vulneráveis como idosos, crianças e vítimas de violência, adolescentes em conflito com a lei, e venezuelanos que vieram para o Piauí serão prioridades. “Teremos essa significativa melhora com essa prestação desses serviços, desde a estrutura física ao capital humano que prestará apoio a essas populações”, afirmou o chefe do Executivo.

Divulgação

O governador frisou ainda que serão criados e melhorados vários programas para a melhoria da renda em especial das comunidades vulneráveis, quilombolas, ribeirinhas, indígenas e do povo que mais precisa do apoio do estado.

“Vamos fazer a política de assistência social para aqueles que fato precisam. Sem esquecer dos programas de transferência de renda, o Bolsa-Família reformulado com o acréscimo de R$ 150,00 por crianças de 0 a 6 anos, um programa feito com critério e que contempla quem realmente precisa”, explicou Rafael.

A secretária Regina Sousa afirmou que a Sasc atende vários públicos. “É uma grande casa de acolhimento de vulneráveis. Para além do Bolsa Família e do próprio cartão que o Piauí tem, temos muitos complexos da cidadania que cuida dos adolescentes. Estamos otimistas que vamos buscar condições de resolver e melhorar o ambiente de acolhimento”, disse.

Fonte: Ascom/ Pi.gov

Telsirio

Telsirio

Faça um comentário!

Receba nossas notícias em tempo real!

Não enviamos spam!