No Piauí, tempo de liberação de documentos para agropecuaristas reduz de 24 horas para 15 minutos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
A VPN is an essential component of IT security, whether you’re just starting a business or are already up and running. Most business interactions and transactions happen online and VPN

Parceria entre Sada e Sefaz otimizou tempo dos servidores e produtores.

O Sistema Integrado de Defesa Agropecuária (Sidapi) oferece diversos serviços ao público, como emissão de documentos sanitários, Guia de Trânsito Animal (GTA), declaração de dados cadastrais, cadastros de Evento Agropecuário (vaquejadas, corridas), dentre outros. A liberação dos serviços pela Secretaria da Assistência Técnica e Defesa Agropecuária (Sada), por meio da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí (Adapi), só ocorre após a confirmação do pagamento das taxas e, até pouco tempo atrás, o usuário esperava cerca de 24 horas para receber o documento solicitado.

Divulgação

Porém, uma parceria da Sada com a Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) possibilitou a redução da liberação dos documentos de um dia para 15 minutos. “Foi realizado um trabalho de acompanhamento do tempo de baixa dos pagamentos das taxas emitidas pelo Sidapi e, desde a última sexta-feira (17), a verificação dos pagamentos das taxas de arrecadação está mais constante. Isso deu mais praticidade e economia de tempo aos produtores e servidores”, explicou Ozael David, engenheiro agrônomo e coordenador da gerência de Tecnologia da Informação da Adapi.

O volume de taxas pagas diariamente pelo público para realização de seus serviços é muito grande. No mínimo, são emitidos 150 Guias de Trânsito Animal (GTA) em dias normais. Em períodos festivos, esse número cresce de maneira exponencial. “Não poderíamos mais deixar esse trabalho ser realizado de forma manual, sob a responsabilidade do servidor. Uma das recomendações que estamos seguindo do atual governo é informatizar os serviços e facilitar as atividades para o público”, avaliou o secretário da Sada, Fábio Abreu.

Hoje, o Sidapi encontra-se integrado ao Sistema de Geração de Documentos de Arrecadação da Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí (Sefaz), o que possibilita o controle de arrecadação de taxas e serviços. “Realizamos ajustes em nossos sistemas, bem como, junto à rede arrecadadora do Estado. É um primeiro e importante avanço. Nosso próximo passo é integrar a Nota Fiscal Avulsa ao Sidapi e disponibilizar o PIX como forma de pagamento”, ressaltou Lyvia Raposo, gerente de Arrecadação da Sefaz.

Fonte: Ascom/ Pi.gov

Telsirio

Telsirio

Faça um comentário!

Receba nossas notícias em tempo real!

Não enviamos spam!